sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Visitando Pompei

Na primeira vez que estive na Itália, minha ideia foi conhecer o maior número possível de lugares da história universal que conhecíamos pelos livros, e pela qual sou apaixonada.
Nosso  roteiro seria Roma, Pompéia, Veneza, Genova e daí por diante. Mas a cidade que realmente me deixou mais fascinada e ao mesmo intrigada e triste foi Pompéia.

Depois de 40 minuto de Napoli, chegamos em Pompéia e, após nos acomodar, fomos conhecer a pequena cidade, muito aconchegante.


Na parte nova da cidade, a Basílica de N.S. do Rosário vale a pena visitar. 


No dia seguinte cedo fomos visitar as escavações ou Pompei Scavi, onde está a cidade destruída pelo vulcão. Na bilheteria cada um pagou um preço: um por ser cidadão italiano, outro por ser estudante, outro por ser maior de 60 e eu, pra variar, paguei inteira. Mas isto era o que menos interessava e depois de comprarmos água, nos dirigimos para as escavações. Eu estava deslumbrada mas ao mesmo tempo com uma sensação de serenidade e compaixão pelo que aconteceu ali.


A devastação da cidade pelo Vesúvio deve ter sido realmente terrível, pois dentro dela hoje existem tristeza e um sentimento de desolação.

E a história daquela cidade foi passando pela minha cabeça à medida que andávamos.




 Aos poucos foram surgindo as imagens da pessoas petrificadas. Por esta eu não esperava: um sentimento de tristeza tomou conta de mim. Na verdade de todos nós, pois ficamos ali parados como que a dor das imagens fossem nossa.
As ruas todas em pedra, nas casas (o pouco que restou) muitos pinturas e estátuas. 









   


De repente, o Vesúvio apareceu com toda sua exuberância. Como pode um vulcão tão lindo fazer tanto estrago? Por isto é chamado de vulcão! Aqui já estávamos no Laboratório Experimental, no qual estão experimentando o crescimento da parreiras com tipos de sementes da época da devastação.


Só sei dizer que é um lugar que ficará na minha memória para sempre. Vale a pena conhecer, principalmente quem gosta de história.




OBS.: levamos um dia inteiro para conhecer as escavações, entre ler as explicações de cada lugar, parar para descansar e tirar muitas fotos. Menos tempo seria impossível, e só vá se estás a fim de caminhar muito!











Nenhum comentário: